Cadastre-se em nossa corretora!

-Melhor relação custo x benefício;
-Home Broker ágil, prático e estável;
-Atendimento online e por telefone;
-Ganhe um DVD de análise gráfica, na primeira operação!
-Plataforma gráfica profissional gratuita e muito mais!

Abra sua conta!

Aluguel, operações a termo e conta margem

10O que é e como funciona o Aluguel de Ações (BTC)

O aluguel de ações é uma estratégia muito interessante para o trader lucrar com o mercado em queda. Também é muito útil para quem possui ações de longo prazo e deseja rentabilizar ainda mais seus investimentos. A maioria dos traders buscam lucrar apenas na alta dos preços das ações, mas nas tendências de baixa é muito difícil lucrar com operações de compra. O aluguel de ações é uma ferramenta que permite lucrar com a queda do preço das ações. Iremos abordar aqui os instrumentos, regras e detalhes que permitem essa operação.

 

vantagem-vendaComo funciona

Nas operações de aluguel de ações, o detentor das ações (doador) possibilita a transferência a um terceiro (tomador) tendo em troca uma taxa preestabelecida. O tomador paga essa taxa ao doador e pode fazer uma operação vendida nestes ativos por vários dias, recomprando-os mais barato com lucro (ou mais caro com prejuízo) quando desejar.

A ideia é a mesma de um aluguel comum, como um imóvel ou carro. Ou seja, quem possui um carro, aluga para outro mediante o pagamento de uma taxa pré-determinada em contrato. Quem toma esse aluguel, procura a oferta que atende a sua necessidade e paga pelo empréstimo, mediante o depósito de uma margem de garantia na operação.

Resumindo, os participantes são:
vantagem-garantia

 

DOADORES, que são os detentores das ações e as disponibilizam para aluguel, emprestam para um tomador. Geralmente investidores de longo prazo que não pensam em vender as ações no momento e querem ganhar uma taxa extra.

TOMADORES, que alugam a ação pagando a taxa de aluguel ao doador e querem ganhar com a queda do mercado, vendendo o ativo e recomprando-os mais barato posteriormente.

O aluguel de ativos é muito utilizado pelos investidores que operam vendido, ou seja, que apostam na queda do papel. Eles (os “tomadores”) primeiramente alugam ações para posteriormente vendê-las. Depois que o preço recua, recompram a mesma quantidade de papéis por um preço mais barato para devolvê-los, ganhando com a diferença entre o valor da venda e da compra.

É importante lembrar que apostar na baixa do mercado costuma ser mais arriscado do que investir acreditando na alta, principalmente quando o investidor não tem muita experiência. Para isso, o investidor deve enxergar fortes indícios de que o papel vai cair, caso contrário, corre o risco de amargar prejuízos com a prática.Para os “doadores” (quem empresta a ação), o maior risco é não poder operar com aquele papel enquanto ele estiver alugado. Com isso, se quiser se desfazer do papel por conta de alguma notícia ou movimento muito atípico, terá de esperar.


img-alavancagem-opere-10Margem

A margem é um recurso utilizado para assegurar o cumprimento das obrigações assumidas. Para fazer um aluguel é necessário que você tenha um patrimônio (financeiro em conta corrente, ações, letras do tesouro direto, debêntures, etc.) no valor total das ações que serão alugadas + uma margem de garantia estipulada pela Bovespa.

Cada ação chama um percentual de margem (em média 20%). Para saber o percentual de cada ação CLIQUE AQUI e depois em “CM TIMS”. É importante lembrar que essa tabela é sempre atualizada pela Bovespa.

O cálculo da margem inicial necessária para alugar uma ação é QTD ação X preço da ação X 1,zz
sendo zz = margem de garantia dessa ação.

Exemplo:
Desejo alugar 1000 PETR4 a R$20,00. Quanto preciso ter em conta, sendo a margem de PETR4 = 20%?
Cálculo: 1000 x R$20,00 x 1,2 =R$24.000,00. Preciso ter em conta R$24.000,00 para alugar 1k de PETR4.
Esses R$24.000,00 como dito podem ser em conta corrente, ações, títulos, etc.

Essa margem inicial é debitada de sua conta 3 dias após (D+3) a operação de venda. Diariamente haverá chamadas e devoluções de margens de sua conta. Exemplo: Você está alugado em 10k de PETR4 e hoje ela sobe, amanhã chamará margem, se cair devolverá margem. Aparecerá em seu “extrato de conta” toda movimentação da margem.

Se deseja saber informações mais detalhadas de onde vem o cálculo da margem, clique aqui.

No dia posterior à liquidação do BTC a margem inicial retida é devolvida para sua conta na corretora.

 

Taxa de aluguel e comissão

Para fazer um aluguel de ações (como tomador) é necessário pagar uma taxa ao doador dessas ações. Seu custo varia de 1% a 10% ao ano (pró-rata).

A taxa de aluguel varia de ativo para ativo. CLIQUE AQUI para ver as taxas típicas da ação que você deseja alugar (site da CBLC). Lembrando que é uma estimativa, para saber ao certo é preciso entrar em contato conosco para verificarmos em tempo real.

Para saber o custo diário de aluguel, basta pegar a taxa anual e dividir por 252.
Ex: Taxa de 1000 PETR4 a R$20,00, taxa de 2% a.a. = 0,00794% a.d. (ao dia).
5 dias alugado nessa ação = 0,03968% x 20.000,00 = R$7,936, porém lembrando que o valor mínimo é R$10,00.

As taxas aparecerão em seu extrato 1 dia após a liquidação do aluguel (que pode ser feita 3 dias após a recompra).

Passo a passo para fazer um aluguel de ações

» Como tomador:
1 – Entre em seu HB para verificar as condições do aluguel (taxa e disponibilidade de doadores do ativo).
2 – Venda as ações (venda à descoberto) pelo Home Broker ou mesa de operações.
3 – Se deseja passar vendido, basta apenas deixar que o sistema fará automaticamente o aluguel, a menos que você tenha feito a venda pela boleta day trade, ai você terá que nos avisar por e-mail que deseja alugar as ações em aberto, nos informando o código de cliente, quantia e qual ativo deseja, o e-mail é [email protected]
4 – Quando resolver sair da operação compre-as (com lucro se caírem, ou prejuízo se subirem).
5 – Peça para nós devolvermos suas ações ao doador, em D+3 (3 dias) após a recompra. (Liquidação do BTC)

Atenção: Os aluguéis deverão ser feitos até as 16h30 (ou 17h30 horário de verão) (CASO VOCÊ TENHA USADO A BOLETA DAY TRADE) através da central de atendimento, via telefone ou e-mail, e dependem de disponibilidade do ativo (BTC).

Após 3 dias da recompra do papel envie um e-mail ([email protected]) ou nos ligue para liquidar o aluguel e retornar a margem de garantia para a sua conta (1 dia após a liquidação do BTC). O processo ainda não é automático. Lembrando que a liquidação ocorrerá nos valores negociados no momento (D+0) e não nos valores quando for feita a liquidação do BTC (D+3 após a recompra).

Atente-se que ao fazer o aluguel você deve reservar uma quantia para os custos, a compra posterior e a margem. Não use o dinheiro da venda para comprar outras ações e correr o risco de ficar sem dinheiro para recomprar posteriormente.

 

» Como doador:
Para disponibilizar seus papéis para aluguel (doador), basta seguir esse caminho FERRAMENTAS&SERVIÇOS>ASSINATURA DE FERRAMENTAS & SERVIÇOS> CUSTÓDIA REMUNERADA> ATIVAR dentro da sua área de cliente na XP. Lá você conseguirá colocar suas ações para custódia.

 

 

Vantagens e desvantagens

 

Vantagens para doador:

– Para os investidores a longo prazo, que não pensam em vender suas ações;
– O doador recebe os juros e os dividendos normalmente;
– Negociação de baixo risco para o doador, pois a operação é garantida pela CBLC, que atua como contraparte;
– Você ganha sem ter que se desfazer das suas ações.

Vantagens para o tomador:
– Para aqueles que operam e querem aproveitar o mercado em queda;
– Possibilidade de ganhar com a oscilação do mercado.


Desvantagens:

» Para o tomador:
Risco indefinido, já que uma ação pode subir infinitamente.
Dependendo do ativo, há pouca oferta/demanda por aluguel (se não houver doador terá de zerar a operação)
As taxas para ativos pouco líquidos são tipicamente altas (nas ações de 3º linha e small caps)
As margens exigidas podem passar de 100% do capital envolvido (nas ações de 3º linha e small caps)

» Para o doador:
Praticamente nenhuma desvantagem, pois é uma renda extra, livre de risco. A única desvantagem é que as ações ficam “presas” na carteira de garantia, sendo assim não é possível fazer lançamento coberto de opções com elas.
Outro detalhe é que sendo doador você fica impedido de vender suas ações enquanto estiver vigente o contrato de aluguel.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Dúvidas e Informações

 

  1. Quais são as modalidades de aluguel de ações? O que significa reversível ao doador/tomador?
    Reversível significa poder “quebrar o contrato” antes do prazo.

Reversível ao Tomador
É o mais conhecido e permite que o tomador encerre o contrato a qualquer momento, (após efetuada a compra dos ativos) tendo de pagar somente a taxa de aluguel, proporcional ao tempo utilizado.

Reversível ao Doador
O doador pode encerrar o contrato a qualquer momento e o tomador tem 4 dias a contar da solicitação para devolver as ações, ou seja, encerrar a posição vendida ou procurar um novo doador no mercado.

Dica:
Como tomador, é preferível tomar sempre reversível ao tomador e não reversível ao doador.
Como doador, é preferível doar sempre reversível ao tomador e não reversível ao doador.

A procura por essa classificação é maior, por isso a dica.

Quando aparece “Reversível ao DOADOR: não – TOMADOR: 16/04/2015”, significa que o doador não pode pedir as ações de volta antes do vencimento.

No caso de aparecer “Reversível ao DOADOR: sim – TOMADOR: 16/04/2015”, indica que o doador pode pedir as ações de volta antes do vencimento e o tomador só pode devolver a partir da data.

Essa data (16/04/2014) é apenas de exemplo, veja as datas atuais em seu HB.

  1. Quando eu alugo um ativo (Tomo BTC) a R$10,00 e ele passa a valer a R$15,00, (sobe 50%) o valor do aluguel na data de devolução será baseado nos R$10,00 originais ou no novo valor de R$15,00?
    R: Será cobrado nos 10,00 que foi gerado o contrato. Só mudará se na renovação do BTC o papel estiver a 15,00.
  1. Toda vez que eu for alugar uma ação tenho que entrar em contato e ver se tem disponibilidade? Consigo ver em algum site ou local as taxas?
    R:Não há necessidade de entrar em contato para verificar a disponibilidade. Em seu próprio HB você visualiza as taxas e disponibilidade, veja também a taxa média dos últimos aluguéis.
    As taxas mudam a todo momento como um book de ofertas de ações, portanto deve se consultar a mesma no momento em que for fazer a operação para não haver o risco de ser informada uma taxa e quando fizer o negócio ela mudar, principalmente em ações de 2º ou 3º linha com pouca liquidez.
  2. Todos os papéis que estão no site da CBLC eu consigo alugar? A taxa é a mesma que está no site da CBLC? Posso deixar tesouro em garantia?
    R:Se houver doadores no momento, sim. A taxa exibida no site da CBLC é a taxa média dos últimos aluguéis, talvez consiga por mais ou até menos no momento que for efetuar o aluguel, em seu HB você visualizará as taxas atuais. Pode deixar tesouro de garantia sim.
  3. O dinheiro que é tirado de minha conta (margem) volta quando?
    R:Assim que o contrato é liquidado (3 dias após a compra), no dia seguinte já retorna.
  4. Onde consigo ver mais informações a respeito do Aluguel de ações?
    R:Veja os procedimentos operacionais e mais informações: http://www.bmfbovespa.com.br/pt-br/intros/intro-emprestimo-de-ativos.aspx?idioma=pt-br

    Site da Bovespa: http://www.bmfbovespa.com.br/pt-br/servicos/emprestimo-de-ativos/emprestimo-de-ativos.aspx?Idioma=pt-br
    Gráfico e dados sobre aluguéis de ações: http://bolsa.naia.com.br/aluguel.php
    Leia o folheto explicativo da Bovespa e aprenda mais
    Acompanhe as posições vendidas: http://www.dadosdabolsa.com/

    Reportagem 1: Como lucrar com a queda do mercado
    Reportagem 2: Veja mais
    Apresentação completa sobre o mercado BTC, bastante elucidativa, confira aqui.

  1. Entendi que posso fazer a venda descoberta e se quiser ficar com o papel para swing trade tenho que fazer o aluguel até o final do pregão, correto? Senão tenho que zerar, certo? Mas pode fazer a venda e alugar no final do dia se houver disponibilidade, não é isso?
    R:
    Não precisa solicitar o aluguel, o sistema faz pra você. O que aconselho é verificar se tem ativos para alugar antes de se efetuar a venda antes da venda, e nunca, em hipótese alguma venda pela day trade.
  2. Tentei carregar novas ofertas em ALLL3, mas não tinha a disposição. Acabei desistindo, não entrei em contato com vocês para saber se realmente o banco com as ações não reversíveis estava esgotado, mas gostaria de saber como é o processo caso o proprietário solicite a devolução papeis, digo: Quantos dias tenho para devolver? Vou receber um aviso solicitando a devolução?
    R:
    Se isso ocorrer, do doador pedir de volta a ação, você tem 4 dias para devolver, ai pode tomar outro aluguel e devolver esse em questão. Nós sempre recebemos um comunicado e entramos em contato com o cliente informando a situação, e é muitíssimo raro não encontrarmos outro doador para seu aluguel.
  3. Comprei os papéis que estava alugado e quero liquidar o contrato. Como é o procedimento de devolução?
    R:Após 3 dias da compra (quando as ações caírem na sua custodia) você já pode devolvê-las, basta informar via email ou telefone (3 dias após a compra) e liquidaremos o BTC, você irá parar de pagar a taxa do doador e a margem retida volta para conta em D+1.
  4. Tenho 10 K em conta, qual será o valor que poderei alugar? 10 K, 40 K, ou outro valor?
    R:Depende da ação. Veja mais acima no título “Margem” para ver quanto poderá alugar.
  5. Posso comprar as ações para devolução antes do fechamento do contrato de aluguel?
    R:Sim, pode ser feito antes do encerramento do contrato de aluguel. Na verdade você terá que fazer a compra até no máximo 3 dias antes da data limite, caso não queira renovar esse aluguel. Se você não comprar a ação nem renovar o aluguel a corretora renova automaticamente o mesmo.
  6. Quem fica com dividendos e JCP?
    R:Ficam para o proprietário do papel, ou seja, o doador das ações, no caso se você for o tomador você entrega ao doador automaticamente. O tomador tem a “posse” do papel durante a vigência do aluguel, mas a propriedade (incluindo os direitos: dividendos, jscp, bonificações, subscrições, etc) continuam sendo do doador.
  7. Como fica o imposto de renda?
    R:Todos os custos que você tiver com o aluguel devem ser somados aos custos da operação de venda e compra que você vai fazer depois, tudo nas mesmas regras e condições. Veja informação completa sobre IR, cálculos, planilhas e etc.

  8. O que acontece quando estamos vendidos no meio de um split ?
    Por exemplo, alguém aluga AMBV3 por R$60,00. Vende R$6mil. Digamos que no outro dia acontece o split de 2 para 1. Tenho que devolver as 100 ações que aluguei e comprar agora por 3mil? Ou passo a dever 200 ações agora ?
    R:
    Boa pergunta. Nesse caso você irá devolver 200 papéis, já que teria que recomprar posteriormente mais 100 ações.
  9. Existe um prazo mínimo e máximo para as operações de empréstimo?
    R: Existe apenas prazo mínimo, que é de um dia, mas não máximo.
  10. Quando eu faço uma venda a descoberto (Exemplo R$1000,00) e depois alugo o papel, esse dinheiro da venda entra na minha conta após D+3? É retirado R$1000,00 da minha conta mesmo eu fazendo a venda descoberta e alugando o papel? Se sai dinheiro da minha conta, para onde vai o dinheiro da venda? Quando eu comprar o papel de onde sai o dinheiro?
    R: Sim, o dinheiro entra na sua conta em D3, mas ele é usado em D+0 (hoje) como garantia do próprio aluguel. Não chega a tirar da sua conta, o valor é apenas retido na margem. Quando você faz um aluguel, a bolsa chama uma margem de um valor para garantir que você tenha dinheiro suficiente para recomprar o papel (zerar a operação). Parte desse valor pode vir da própria venda do aluguel, então apesar do dinheiro entrar na sua conta com a venda, não pode utilizá-lo, porque uma chamada de margem (caso o papel suba) poderia deixar sua conta negativa, a não ser que você tenha outros ativos para colocar na garantia.

 



Operações à Termo

O “Termo” é uma operação onde um investidor compra ativos financiados por um terceiro, pagando uma taxa de juros a esse investidor que o financiou. Os investidores fixam os valores para um determinado lote de ações ao qual a liquidação destes ativos se dará em uma data preestabelecida.

 

Vantagens das operações a Termo

– Ótima estratégia para mercado com viés de alta;
– O cliente não desembolsa o financeiro total da operação;
– Libera recursos financeiros possibilitando diversificar sua carteira de investimento (operação Caixa)

Nas compras “à termo” o cliente acredita que a ação poderá subir até um certo prazo escolhido por ele. Ele toma emprestado o dinheiro do financiador e paga um juros sob esse prazo pré-estabelecido entre as partes. A taxa de juros contratada não é pró-rata e sim pelo período (16 a 999 dias), independente se o termo for liquidado antes do vencimento.

Ao final do contrato o cliente pode pagar o valor integral e ficar com a ação, ou somente vender as ações compradas e receber a diferença (no caso da ação ter-se valorizado) ou ainda pagar a diferença (no caso da ação ter-se desvalorizado). Nesse caso, quando o preço da ação cai, alguns clientes optam por renovar o termo (rolar) por mais um período. Vale ressaltar que para esse processo o cliente deverá pagar o prejuízo no dia da rolagem.

Segue abaixo tabela com as taxas de juros:

OBS.: A TAXA DE JUROS PAGA PELO CLIENTE SERÁ ADICIONADA NO PREÇO DA COMPRA. Veja em sua nota de corretagem.

Margem de garantia

Quando o cliente faz uma compra a termo ele precisa depositar uma garantia sobre o valor a ser feita a operação. Cada ação chama um percentual sobre o valor. Para saber o percentual de cada ação CLIQUE AQUI e depois em “Consulte os intervalos de margem”. É importante lembrar que essa tabela é sempre atualizada pela Bovespa.

Ex. Imagine que o cliente fez um termo de 200 PETR4 a R$ 40,00. Inicialmente deverá depositar o equivalente a 16% (valor que na tabela é a chamada para essa ação) de R$ 8.000,00 = R$ 1.280,00 de garantia. À medida que o preço cai em relação ao preço original é requerido mais garantia no dia seguinte, ou seja, ao final do contrato o cliente terá aumentado sua margem em por exemplo R$ 400,00, sendo ao todo depositado ao longo do período R$ 1.680,00. Caso o preço suba em relação ao preço original é devolvida a margem para a conta do cliente.

Exemplo de operação à termo dando ações como garantia:

Supondo que eu tenha em carteira 1k de CCIM3 (R$8,00) e quero termar MMXM3 (R$10,00) dando CCIM3 como garantia. Quanto consigo termar?

Estando a ação CCIM3 cotada a R$8,00 possuo um patrimônio de R$8.000,00. Verificando na tabela de margens, CCIM3 tem um deságio de 40%.
Para saber quantas ações consigo termar deixando CCIM3 como garantia calcule incidindo essa taxa (40%) sobre sua posição, e o valor dessa posição multiplique por 2 (corretora garante o dobro em um termo).

R$8000,00 x 0,6 (1 – 0,40) = R$4800,00 x 2= R$9.600,00 = total que conseguirei termar. 960 MMXM3. (Exemplo sem considerar taxas)

Veja no site da Bovespa um PDF com mais informações sobre operações à Termo.



Conta Margem

A conta margem é um limite de crédito disponibilizado no Home Broker para você comprar ações de primeira linha da Bovespa sem ter dinheiro em conta. Esse limite é dado apenas para operações feitas no mercado à vista, e disponível automaticamente a qualquer investidor que tenha em sua carteira de ações os papéis que compõem o IBOV.

Os custos irão incidir apenas quando o cliente não transferir o recurso da compra financiada até o D+3, ou seja, caso acorde negativo no D+4. Se os recursos forem creditados até o D+3 da operação, não será cobrado nada pela utilização da conta margem.

Pode ser comparado a um cheque especial, um crédito automático que possibilita alavancagem da sua carteira, permitindo aproveitar oportunidades do mercado sem necessidade de se desfazer da sua carteira atual.

CLIQUE AQUI para ver quais as margens de garantia exigida da ação que você deseja deixar como garantia para o limite de conta Margem. Clique em “Consulte os intervalos de margem”.

 

Para solicitar a margem basta acessar a sua conta no site da XP (clique aqui para acessa-la) e seguir esse caminho:

 

MINHA CONTA>TERMOS E DECLARAÇÕES>RISCO>NOVOS TERMOS DE RISCO>NOVA POLITICA DE RISCO
Dê uma lida nos termos e contrate a conta margem.

Dúvidas sobre a Conta Margem.

  1. Quais os papéis aceitos como garantia?
    R: Clique aquipara verificar os ativos autorizados pela Bovespa para uso da Conta Margem.
  2. Fiquei devedor, o que vou pagar?
    R:Os custos serão:

Taxa de juros de 3% ao mês pró-rata por dias úteis (0,12% ao dia) mais IOF (Imposto Sobre Operações Financeiras) sobre saldo devedor.
IOF de entrada: 0,38% para pessoas físicas e jurídicas não financeiras a cada novo financiamento.
IOF diário: 0, 0041% ao dia sobre o valor financiado, calculado por dias corridos.

Os juros são cobrados diariamente e você pode visualizá-los em seu extrato. Lembrando que, como dito acima, os custos irão incidir apenas quando você não transferir o recurso da compra financiada até o D+3, ou seja, caso acorde negativo no D+4. Se os recursos forem creditados até o D+3 da operação, não será cobrado nada pela utilização da conta margem.
As taxas de utilização do serviço e os tributos são cobrados apenas uma vez por mês. Esse lançamento é sempre realizado no primeiro dia útil subsequente ao fechamento do mês e pode ser conferido em seu extrato.

  1. Assim que comprar um papel que é aceito como garantia, já tenho o limite?
    R: Não, somente quando ele estiver liquidado (D+3). Veja sobre ciclos de liquidação aqui.
  2. Quais os riscos e benefícios que me submeterei?
    R: Utilizar a Conta Margem envolve riscos e não aconselhamos a todos os investidores, principalmente iniciantes. Antes de utilizá-la, analise friamente, pense e repense atentamente em seus objetivos de investimento na Bolsa, seus recursos e principalmente sua aversão ao risco, para assim determinar se essa opção é apropriada ao seu perfil de investidor.
  3. Posso ter a conta margem e utilizar a alavancagem e a venda descoberta ao mesmo tempo? Caso eu tenha dinheiro em C/C muda alguma coisa?
    R:Para operar com venda a descoberto é preciso utilizar a Alavancagem, porém não é possível ter os dois limites ao mesmo tempo (conta margem e alavancagem/venda descoberta), apenas um ou outro, independente do dinheiro em conta. Você só pode utilizar um limite de cada vez, não é possível ter os dois e cada limite tem regras diferentes e operam de formas diferentes.
  4. Digamos que eu tenha 4.000,00 e queira fazer um swing em PETR4. Sendo a margem de 140% a conta margem seria de 2.850,00 (arredondando). Aí digamos que eu fui startado quando PETR4 atingiu 40,00 e comprei então 100 ações. Alguns minutos depois a conta margem me libera os 2.850,00 para operar. Com esses outros 2.850,00 posso comprar mais 70 PETR4 e ficar com 170 PETR4? E posso colocar o mesmo stop loss e stop gain para as 170 ações? Finalizando a operação tanto da conta margem quanto das ações que estavam em garantia de uma vez só, quando sair da operação?
    R: 
    Vamos lá. Conta margem é um limite de crédito disponibilizado no Home Broker e que possibilita ao investidor obter financiamento para compra de novas ações sem que ele se desfaça de sua carteira atual de ações. Esse limite é oferecido apenas para operações no mercado à vista, de acordo com a lista de ações divulgadas pela BM&FBOVESPA. Os custos de Conta Margem irão incidir referente à compra financiada até o D+3, ou seja, caso o cliente acorde negativo no D+4, ocorrerá cobrança.

É um limite de 200% calculado em cima de sua custódia, se possui apenas financeiro, ela será 0 (zero). Então com os 4k do ativo, você teria por volta de 6500 reais, aplicando o deságio.

A conta margem só será liberada após a liquidação das ações, ou seja, depois de 3 dias da compra, mas não se esqueça que se utilizar a conta margem para comprar novas ações, terá que cobrir o valor utilizado até D+4, senão ocorrerá a cobrança de juros..

Vamos supor que realize a compra da PETR4 e depois da liquidação você tenha a Conta Margem liberada em conta para comprar mais ações. Você pode utilizá-la para comprar novas ações, desde que respeite a regra da conta margem. Mas se no mesmo dia que comprou as ações, você vender, não será cobrado os juros do limite.

Você só paga juros se no D+4 não tiver recurso em conta suficiente para cobrir o valor utilizado, ou seja, se o saldo estiver mais negativo que o limite permitido.

Resumindo: Se em D+4 você ficar fora do limite, será cobrado um juros. A conta margem é como um cheque especial, se utilizar para comprar ações e no dia da liquidação não cobrir, vai ser cobrado juros e multas.

 

Os principais riscos relativos à Conta Margem são:

Poder de Alavancagem: Utilizando o limite da conta margem você pode ganhar mais na alta, porém também pode perder mais na queda das ações.
Chamadas de Margem: Se as ações que você colocou em garantia para obter o limite caírem abaixo do valor mínimo exigido e contratado para garantir a quantia que você emprestou, sua conta poderá ficar negativa e você ser solicitado a transferir dinheiro pra reforçar essa garantia.

Alguns benefícios:
Limite automático:
 Essa é uma operação que fica automática e a qualquer tempo. Sendo aprovado seu limite, ele ficará inserido automaticamente.
Não precisar enviar recurso: Como dito, não recomendamos à iniciantes, mas a Conta Margem utilizada de forma consciente permite que você adquira novas ações sem necessidade de transferir recursos pra corretora.